Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

filme: Philomena

Para as amigues que moram em Porto Alegre: sabem o cinema da Olaria? Que é tipo a coisa mais fofa do mundo? Eu sou apaixonada :) Então, descobri que você pode comprar um ingresso anual lá, em torno de R$ 150,00, e assiste quantos filmes quiser, quantas vezes quiser, no período de um ano. Amor, né? Ainda não me in$crevi, mas pretendo. Claro que depende do tipo de filme que você gosta, não é o tipo de cinema que passa blockbusters e também não tem assim tantos filmes, mas calculei que se você for em torno de 2 vezes por mês já compensa o valor pago inicialmente.
Enfim, namorado me levou lá para assistir Philomena e eu amei. Vocês já viram?
Sinopse: Philomena Lee é uma jovem que tem um filho recém-nascido quando é mandada para um convento. Sem poder levar a criança, ela o dá para adoção. A criança é adotada por um casal americano e some no mundo. Após sair do convento, Philomena começa uma busca pelo seu filho, junto com a ajuda de Martin Sixsmith, um jornalista de temperamento forte. Ao viajar para os Estados Unidos, eles descobrem informações incríveis sobre a vida do filho de Philomena e criam um intenso laço de afetividade entre os dois. 
A história é muito triste e bonita. Já falei que sempre detesto todas as sinopses? Então, recapitulando: Philomena é mandada para um convento PORQUE está grávida, ela não escolhe DAR o filho para a adoção, é OBRIGADA, e ela começa a busca pelo filho CINQUENTA anos depois de sair do convento. Sua filha coloca ela em contato com o jornalista Martin, que está com a carreira em crise, para que ele ajude ela a procurá-lo.
O que mais me interessou foi a relação entre o jornalista, que é uma pessoinha um pouco detestável, e Philomena, que é uma pessoinha muito amável. A arrogância dele bate de frente com a simplicidade dela o filme inteiro. Ele entra nessa jornada por motivos egoístas e claramente tem suas dúvidas quanto à inteligência e crenças dela. E o filme inteiro é ela demonstrando pra ele o quanto ele está errado.
Assim, chorei da metade do filme em diante, saí do cinema chorando e segui chorando um bom tempo. Tá certo que eu sou chorona, mas se vocês decidirem assistir, se preparem para o drama.
Ah, e sim, a história é baseada em fatos reais. Só pra chorar mais um pouquinho.

sdds sala

HABEMUS PISO!
Depois de destruir o piso antigo, jogar fora os destroços (R.I.P ENTULHO), nivelar toda a cena de guerra, hoje o último ladrilho foi colocado. YES. O plano era colocar o rejunte hoje, assim como os azulejos na parede (vai ser só na parede onde fica o fogão), mas inventamos de fazer um rodapé com o que sobrou do porcelanato.
A idéia é que proteja a parede e que o acabamento fique melhor. Achei lindo. Parabéns aos meninos que fizeram um serviço bem decente, mas entre cortar 10 centímetros de ladrilho por ladrinho e colocar exatamente no lugar certo foi-se o dia.
Ah, e tem também o drama da coifa. Vou contar uma coisa pra vocês, fiz um orçamento de instalação da coifa e SIM, 640 reais. Para instalar a coifa. Uma piada. Você paga para instalar a coifa o valor que você pagou nela. Fuck capitalismo. Só o buraco que tem que fazer na parede para o duto custa em torno de 250 reais. Acontece que os meninos que estão trabalhando aqui colocaram o buraco no orçamento, mas chamei um instalador para a coifa e a figura apavorou eles. Disse que o buraco tem que ser feito com uma broca específica e que se fizer 'na mão' vai cair tudo lá embaixo e blá-blá. Dei uma pesquisada sobre o assunto e vi que é tranquilo, amanhã vou tentar 'desapavorar' eles. Alguém aí já instalou uma coifa? Foi esse dramalhão (e esse preção)? 
O plano é: terminar o que deveria ter sido feito hoje amanhã (rejunte e azulejos) e fazer o tal buraco. Segunda-feira começar a pintura e instalar a coifa e, se tudo der certo (não vai dar), terminar a reforma. Terça-feira deixar secando e quarta começar a montagem dos móveis (como são muitos, a previsão é que dure 2 ou 3 dias).
Minha mãe chega no sábado, SERÁ QUE DÁ? Meu santinho da reforma, faça com que dê.
Enquanto isso, no meio da minha sala...
 A COZINHA CHEGOU!
E OS MÓVEIS DA COZINHA VELHA, ASSIM COMO TUDO O QUE TINHA NELA, CONTINUAM LÁ.
Pense num labirinto. Agora tire os caminhos dele. Essa é minha sala. Hihi.
Que tal nossa cozinha improvisada? E a delícia de lavar a louça equilibrando tudo dentro de um escorredor de massa porque o tanque não foi feito para engolir restinhos de comida e entope toda vez? E as toalhas com cheiro de bacon frito? E colocar a louça pra escorrer em cima da máquina de lavar? E o pó? Amor <3
OBS.: já me explicaram que é errado usar a expressão 'habemus' dessa maneira, mas peço aqui uma licença poética, por favor, obrigada.

alice no fundo do espelho

Apaixonada por essa versão de Alice no Fundo do Espelho que encontrei aqui em casa. Os desenhos e as cores são tão delicados....
Mas a melhor parte foi essa inscrição que encontrei na contra-capa, datada de 12 de outubro de 1957.  Me pergunto onde anda a Daisy agora.

#100happydays

Estou participando de um projeto no instagram que se chama #100happydays. Leia mais sobre aqui. Consiste em postar uma foto todo dia, durante 100 dias, de alguma coisa que te fez feliz. Pode ser qualquer bobagem como uma refeição boa à coisas maiores, tipo formaturas ou sei lá. A idéia é que as pessoas passem a perceber pequenas coisas que as fazem felizes todos os dias e valorizar mais isso. Fofo, né?
Eu andei pulando uns dias, mas sem dramas :)
Dia 12: Esse coelho hippie. Sempre divertido dar um passeio com o Pipeline na região que eu moro. Encontrei esse grafite numa rua sem saída bem pertinho da minha casa.
Dia 13: Esse post it. A parede do banheiro de um restaurante que eu fui era cheia de post-its deixados pelos clientes. Esse em particular me fez sorrir.
Dia 14: Isso ser o quintal da minha casa. Como não ser feliz sabendo que mora a duas quadras de distância dessa praça maravilhosa?
Dia 15: Esse livro que ganhei do meu pai, -que se preocupa muito com minhas (in)habilidades sociais (minha irmã ganhou 'O Guia do Preocupado', com dicas anti-stress). Precisa explicar? :)
Dia 16: Essa língua. Pipeline fazendo pipelainisses sempre é muito amor.
Dia 17: Esse fusca azul pastel. Fofo demais e com direito a soquinho. Vocês também fazem essa brincadeira quando vêm um fusca azul?
Dia 18: Esses queijos. MÃE, NO CÉU TEM QUEIJO? E morreu. Como não amar queijos? Fui no Mercado Público comprar umas coisinhas e fiquei babando nessa vitrine. A piada do 'mãe no céu tem queijo?' veio daqui (melhor vídeo). Esse vídeo do Didi é ainda melhor.
Dia 19: Essa lua photoshopada no cardápio do boteco para ilustrar o quão agradável é a área externa. Deliciosamente grotesca essa montagem.
Dia 20: Meu amigo aloprando e photobombing no museu. Passar uma tarde vendo arte com o amigo doidinho: amor.
Dia 21: Passeio bonito de bici. Passar uma outra tarde andando de bici num lugar lindo (e com amigos doidinhos): amor também.
Dia 22: Ele. Só amor e felicidade. E o dente?
Dia 23: Essa versão extremamente fofa de Mulherzinhas, um dos primeiros livros que li. Gente, queria muito. 
Dia 24: Esse lugar. Mais um lugar legal pra passear com o Pipe aqui em volta. Adoro essa escadaria.
Dia 25: O dia lindo que fez hoje. Sabe aqueles dias rosados? Não sei explicar, mas você sai na rua e parece que está tudo lindo e colorido. Esse dia foi assim :)
Dia 26: Pipe passeando de carro no colinho do tio tarso. Coisa mais fofa Pipeline comportadinho (sqn) no colo do meu amigo.
Dia 27: A reforma na cozinha finalmente começando. Depois de mais de um mês de enrolação. UFA.
Dia 28: Esse trevo de quatro folhas na casa do boy. Tipo assim eu nem sabia que dava pra encontrar isso pro aqui. Minha sogra tentou fazer uma muda pra mim, mas não deu muito certo.
Dia 29: A nova parede da cozinha. Linda né? Já foi mostrada aqui, no entanto.

5 coisas que eu não sei porque sei

Se tem uma coisa que me intriga muito nessa vida é a capacidade que meu cérebro tem de gravar informações inúteis. Estava lá naquela aula de Processo Civil quando o professor solta aquela frase maravilhosa que me fez compreender a faculdade inteira. De repente todas as cadeiras maçantes de Direito Civil em que eu passei prováveis 99% da aula confabulando meios de escapar dessa matéria durante a minha carreira futura fizeram sentido. Eu não podia esquecer daquela frase. Não podia esquecer daquela aula. Repetiela pra mim milhões de vezes. Duas horas depois esqueci.
Aí me peguei pensando nas milhões de coisas inúteis que meu cérebro registra e em como eu queria poder deletá-las para dar espaço à coisas melhores.
Fiz uma lista de cinco coisas que eu não sei porque sei e eu queria não saber.
1) Eu sei de cabeça códigos de HTML que nunca mais foram usados, como divisão de layers, tabelas, inclusive alguns scripts enormes. Sei também os números das cores do mIRC (alguém frequentava?). Sei todos os códigos de roubalheira do The Sims 1, 2 e 3. Sei o número de telefone de uma amiga que não vejo desde a quinta série. Mas o número do celular do namorado, que ligo praticamente todos os dias... Ainda não decorei.
2) O nome real da Miley Cyrus é Destiny Hope. Eu sequer gosto dela. Sei escrever o nome do Schwarzenegger sem tem que olhar no Google. Também sei o nome de todas as Kardashian: Kimberly, Kloé, Kourtney, Kendall e Kylie.
3) Eu tenho um conhecimento profundo sobre baleias orcas. Sei que elas não são baleias, são golfinhos. Sei que não existem registros de elas assassinarem alguém quando estão em seu habitat natural. Sei inclusive que o nome da orca que já assassinou 3 treinadores é Tilikum. Sei que elas nunca dormem, apenas descansam, mas sempre mantém funcionando pelo menos 50% do cérebro. Afora elas serem bonitinhas, qual a necessidade disso? Aliás, alguém já viu o documentário Blackfish? Recomendo pra quem se interessa por esse tipo de coisa.
Free Willy, isso é culpa sua.
4) Isso jamais sairá da minha cabeça: menos b mais ou menos raiz quadrada de b ao quadrado menos quatro ac sobre 2a e seis vírgula zero dois vezes dez na vinte e três. E eu jamais usarei na vida.
5) Eu tenho uma rota traçada da minha mente de como escapar do apocalipse zumbi. Eu sei onde ficam lojas de armas e supermercados afastados para saquear. Eu sei que estrada pegar para ir em direção ao mar (meu plano é fugir à nado se precisar hahaha). Mas eu nunca lembro como sair da cidade para chegar na casa da minha avó, que eu já fui umas mil vezes.
Consigo pensar em mais umas 200 coisas que eu preferia não saber e que, se pudesse, deletaria do meu HD interno para substituir por coisas mais úteis. E vocês? :)

sdds cozinha

Sempre que eu posto fotos da minha casa por aqui alguém pergunta da cozinha. Acontece que nunca gostei muito da cozinha aqui de casa. Minha mãe finalmente juntou $ se convenceu do mesmo. Contratou o pessoal, comprou as coisas e foi viajar. Hahaha. Sobrou pra mim.
Estou documentado em fotos passo a passo da obra para enviar as novidades pra minha mãezinha lá no outro continente. Pretendo documentar por aqui o andamento da reforma, mais porque quero documentar tudo mesmo, mas também porque acho que vocês iam gostar. Tô errada?
Vocês acham que a gente tirou uma foto do antes? Claro que não. Fui procurar alguma coisa em fotos antigas do computador e me diverti achando outras nada a ver, tipo da minha formatura do colégio que eu era loira e morenassa, maior estilo piriguete. Linda <3
A única razoável que encontrei foi essa. Ela era funcional e tudo, mas meio feia. O granito de uma bancada quebrou e empenou todo o móvel de madeira que tinha embaixo. O piso era tão brilhoso que qualquer pisada ficava marcado então o chão sempre parecia sujo. Sem contar que tinha dois pisos diferentes (o outro não dá pra ver na foto), uma tentativa muito louvável de manter o ladrilho original do apartamento, mas que infelizmente não ornou. 
E aí aconteceu isso:
ATENÇÃO: CENAS FORTES. Hihihi. A quebração que supostamente usaria 25 sacos de entulho e eu poderia levar de carro até algum Ecoponto fechou em 78 sacos e vou ter que chamar um contâiner de entulho. Aliás, duas dicas para você que está fazendo reforma:
1. Triplique mentalmente tudo o que o pedreiro te dizer: precisa de 10 sacos de areia, 25 sacos de entulho e 5 sacos de cimento? Evite a fadiga e se prepare para comprar 30 sacos de areia, 75 sacos de entulho e 15 sacos de cimento. Garantiu que vai durar 5 dias? Vai durar 15.
2. Se a reforma for pequena e o entulho couber no seu carro, verifique se a sua cidade não tem um Ecoponto onde você pode levar sem pagar nada.
 Hoje o dia terminou assim, bem mais promissor né? Confesso que já estou com saudades da cozinha velha, mas a perspectiva da nova (vai ficar linda!!) é mais emocionante.
Minha maior diversão é contar quantas tretas os meninos que estão trabalhando aqui arrumam por dia. Hoje contei cinco tretas. Com o porteiro, a faxineira do prédio, o cara da ferragem, o pessoal que está trabalhando em outra obra aqui do prédio e entre eles mesmos. Fico assim:
Adoro uma treta.
Esse ladrinho vai ficar na parede em cima do fogão, sabem backsplash? Lindo, lindo, lindo.
Outras coisas emocionantes: vai ter uma parede de giz pra gente desenhar e anotar receitas, um fogão Lofra maravilhoso, um forno decente que assa tudo por inteiro, espaço suficiente para guardar todas as tranqueiras de cozinha que minha mãe possui, móveis novinhos em folha, porcelanato lindo... Ai gente, mal posso esperar <3
Enquanto a cozinha está sendo destruída, fizemos uma cozinha improvisada na lavanderia. Está bem razoável apesar de que minha fritação constante de bacon está deixando as roupas do varal cheirosinhas. Bacon frito é meu novo perfume.
No meu sonho mais dourado minha mãe voltaria e a cozinha estaria 100% pronta, com os móveis já instalados e tudo no lugar. Ela volta em três semanas. Vamos torcer? :)

3 is a collection #13

Faz tempo que não dou um upgrade nas minhas coleções por aqui.
A minha coleção de corujinhas segue aumentando constantemente. Estou sempre ganhando alguma de amigos queridos que eu amo :) Essa da foto foi presente da minha mãe.
Essa ganhei de um amigo. Ela usa binóculos <3 Beijo, Cadu :*
Essa caneta tenho faz tempo mas nunca tinha aparecido por aqui. Ela é engraçadinha, quando aperta na coruja ela vira coruja with lasers e dá uns gritos sinistros.
Essa ganhei do namorado, na verdade é um apontador. Coisa mais fofa.

A minha coleção de unicórnios que anda meio devagar, faz tempo que não encontro algum por aí :( o da foto ganhei da minha mãe, é tipo um cristalzinho, eu amei.
Veja outras fotos das minhas coleções aqui.

cactus

Ando meio louquinha das plantas, mas fiquei meio desanimada quando um manjericão que eu tinha fazia mais de 2 anos morreu naqueles calores absurdos que fizeram por aqui. Aí decidi adquirir algumas plantas que eu não fosse conseguir matar tão fácil assim! Hahaha
As suculentas são as melhores plantas pra assassinos da natureza como eu. É só lembrar de regar de vez em quando e deu. 
Minha primeira aquisição foi esse mini cactus lindinho que já me espetou umas 150 vezes desde que se mudou aqui pra casa.
Acho tão bonitinho e fotogênico.
Está dormindo do meu lado, junto com a espada de São Jorge (que também é de baixa manutenção, mas estou conseguindo assassinar ela vagarosamente, parabéns).
Alguém também gosta de plantinhas mas tem zero jeito com elas? :)

D.I.Y.: monstrengo

Tenho feito esses monstrengos para dar de presente pras pessoas e todo mundo adora... Na verdade, são imitações fail dos ugly dolls, já falei sobre eles aqui.
Vou colocar o passo a passo aqui, mas já adianto que acho muito difícil fazer ele sem uma máquina de costura, então esse vai ser especialmente pras costureiras de plantão :)
 Você vai precisar de: linhas da cor (ou um tom próximo) aos tecidos que você utilizar, alfinetes, agulhas, tesoura, giz, tinta para tecido, feltro branco e vermelho, tecido preto (ou outra cor) do tamanho desejado e enchimento (usei de algodão, mas acho que os esponjosos também funcionariam bem).
O primeiro passo é cortar um pedaço do tecido preto mais ou menos do tamanho escolhido. Lembrando aqui que você pode escolher o tecido da cor que você quiser, estou com plano de fazer um estampado, espero que fique legal.
Os meus ugly dolls tem em torno de 30 centímetros de altura, então cortei um quadrado de 40x40 para dar margem pro erro porque sabem como é...
Depois fiz um esboço em um papel de como eu gostaria que o meu fosse e tentei reproduzir em tamanho maior desenhando à giz direto no tecido. Me divirto escolhendo quantos olhos o monstrinho vai ter, como vão ser as orelhas e as mãozinhas... :)
 Depois que você desenhar o seu monstro em tamanho real, corte pedaços de feltro do tamanho equivalente às "partes do corpo" do seu monstro. Cortei três círculos para os olhos, uma listra branca e uma língua vermelha.
Depois é só costurar no lugar certo. Costure do lado oposto que você desenhou com giz. A dica para não costurar no lugar errado é prender com alfinetes.
Eu tenho muita dificuldade em costurar círculos na máquina, ainda mais pequenos assim, então fiz à mão.
Depois, fiz pontinhos pretos nos olhos com a tinta preta para tecido.
Depois, recorte grosseiramente em volta do desenho (beeem grosseiramente, para dar margem para o erro!), pegue outro pedaço de tecido do mesmo tamanho e tente cortar igual. Eu corto o que já costurei os olhos, depois pego outro quadrado de tecido, marco com giz e corto de novo. Junte os dois pedaços com alfinetes. Lembre-se de colocar à parte que você desenhou com giz virada pra você (pra fora).
Você vai usar o desenho inicial com giz pra guiar a costura na máquina. Vá costurando devagar e sem pressa, tentando seguir a linha do desenho. Se você errar não entre em pânico, não é pra ser perfeito :)
Não esqueça de deixar um espaço em aberto para colocar o enchimento - no meu caso, optei por embaixo do braço.
Quando terminar, corte o tecido quase rente à costura que você fez, deixando um espaço maior na abertura para o enchimento. Não corte muuuito próximo porque vai descosturar (eu cortei próximo demais e descosturou um pouco, he-he).
Por último, coloque o enchimento no buraco, dobre as partes que sobraram do tecido para dentro e feche à costura a mão. 
Depois é só colocar seus monstrinhos para brincar :)

6x6: prédios e nuvens

Estou participando com algumas meninas de um 6x6 (6 blogueiras, 6 fotos, todo dia 6). A temática de abril é 'prédios e nuvens'. Não gosto de sair na rua com a câmera e não quis deixar muito repetitivo só com fotos da minha janela, até porque ela já aparece bastante por aqui né, huhu. Aconteceu que tirei algumas fotos mas também catei no meu computador fotos variadas com o mesmo tema :)
Encontrei foi tirada com uma Holga 120N. Saudade dessa câmera, mas encontrar filme 120 beira o impossível por esses dias. Essa foto não foi tirada da minha janela (JURO!), mas sim do terraço do meu prédio, hehe.
Nesse dia em especial as nuvens estavam bem loucas, umas super escuras e as outras branquinhas.
 Única foto de celular desse 6x6. Tem um prédio ali no meio das árvores ó.
 Essa foto é da Diana Mini e já apareceu aqui, mas achei que encaixava perfeitamente no tema. Adoro o efeito meio satânico aquelas dark que o filme redscale deu pra essas nuvens vermelhas.
Mais uma foto da minha janela, não consigo resistir.
Visitem as outras meninas que participam do projeto:

#100happydays

Estou participando de um projeto no instagram que se chama #100happydays. Leia mais sobre aqui. Consiste em postar uma foto todo dia, durante 100 dias, de alguma coisa que te fez feliz. Pode ser qualquer bobagem como uma refeição boa à coisas maiores, tipo formaturas ou sei lá. A idéia é que as pessoas passem a perceber pequenas coisas que as fazem felizes todos os dias e valorizar mais isso. Fofo, né? À medida que os dias forem passando, vou postar aqui. Eu "pulei" uns 3 dias já, mas não porque estava infeliz, mas porque estava sem acesso à internet mesmo, hahaha. Fingi que eles não aconteceram e segui em frente :)
Dia 1: acordar inspirada e a cozinha ajudar. Estava super afim de fazer alguma coisa gostosa para o almoço, mas não queria ter que sair de casa. E não é que na minha casa tinha funghi sechi, gorgonzola e parmesão fresco? Muito fácil: coloque a massa (escolhi penne) para cozinhar com um pouco mais de água que você geralmente colocaria. Quando ferver, pegue um pouco da água com uma xícara e coloque no funghi para hidratar. Enquanto isso, coloque em outra panela creme de leite e esquente, quando estiver bem quente jogue queijo gorgonzola cortado (a quantidade vc que escolhe). Corte o funghi em tamanhos menores (só se quiser) e despeje em cima desse molho. Escorra a massa e coloque dentro da panela com molho (em fogo baixo). Despeje por cima a água que você usou para hidratar o funghi e mexa. Perfeito.
Dia 2: encontrar essa belezinha pra vender por menos de dez reais. Encontrei por R$ 6,99 no supermercado essa plantinha linda. O nome científico dela é Sansevieria cylindrica, mas eu chamo de Lança de São Jorge. Ela já veio trançada, que coisa mais linda né? Dizem que ela traz proteção à casa. Eu não acredito muito nessas coisas, mas não custa, né? Também ouvi falar que se você deixar ela morrer, espíritos malignos surgirão na sua casa. Mais um motivo para regá-la sempre. Hahaha.
Dia 3: o look do dia dessa placa. Adoro essas intervenções urbanas com tricô (lã?).
Dia 4: namorado faltar o trabalho pra ir no museu comigo. Melhor dia do ano acho :) namorado estava se sentindo meio mal e acabou não indo trabalhar. De tarde melhorou e convenci ele a ir no Museu Iberê Camargo (um dos meus lugares preferidos pra lagartear aqui de POA). Dia perfeito :)
Dia 5: esse mix de estampas de oncinha e pedraria. A combinação me fez sorrir :)
Dia 6: esse luar. Noite linda. Gente, o que raios aconteceu com essa foto? O Blogger é campeão em tirar a qualidade das imagens, mas nessa ele se superou.

Dia 7: esse milkshake verde pra comemorar o dia de St. Patrick's, porque paro de beber mas parar de engordar jamais <3. tinha um sorvete de capim limão (é bem verdinho!) dando sopa aqui no freezer e fiz esse milkshake gordinho com chocolate. Sim, me prestei a jogar pó dourado comestível por cima e colocar esses confeitos de trevo porque era St. Patrick's. THAT'S HOW I ROLL, MOTHERFUCKERS
Dia 8: esse cusco aconchegado no meu sofá. Pipeline e seus soninhos sempre me deixam mais feliz :)
Dia 9: essa salada de rúcula, tomate cereja, mussarela de bufala e bacon (pq até minha salada é gordinha). A pessoa vai lá e tenta ser mais saudável, faz uma saladinha leve, sente que está faltando alguma coisa... Bacon, só pode. Bacon sempre está faltando me qualquer comida que não o leve.
Dia 11: levar a bici pra passear. Na verdade eu me locomovo bastante de bicicleta, mas é sempre gostoso e feliz dar uma voltinha por aí :)