Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2016

prazer, bridget jones

Percebe-se que eu não tô sabendo muito bem o que postar nesse blog. A vida anda meio corrida, meio estranha, com muitas novidades rolando e eu tô meio perdida no meio dela. Não posso reclamar, só tem acontecido coisas maravilhosas comigo e eu tô até estranhando esperando o Sérgio Malandro aparecer a qualquer momento dizendo que é uma pegadinha. Mas o blog no momento tá em segundo plano. Enfim, tenho umas histórias engraçadas pra contar e tudo que eu mais amo na vida é contar histórias engraçadas.
Então senta que lá vem história.
Se deixar, posso passar aqui dezoito horas contando o desastre que é minha vida amorosa. A mais recente é fabulosa e tão fresquinha que eu ainda tô com vergonha da minha existência. Vergonha real de a cada 5 minutos colocar a mão na cabeça e pensar POR QUE? 
Cena: bar com amigos. Eu sou o constrangimento em pessoa quando tô normal, mas me dá uma ou duas cervejas que eu viro a pessoa mais sociável do planeta. No caso, já estava na vigésima quinta cerveja. Tinha esse cara bonito no canto com uns amigos que eu já tinha reparado. Daí vem a garçonete com o cardápio e me diz 'meu amigo ali quer te mandar um drink.'. A primeira coisa que eu respondi pra ela foi MEU DEUS SÉRIO QUE ISSO ACONTECE NA VIDA REAL? Aparentemente Mr. Big queria me pagar um drink e eu não acreditei. Pensei uns 5 minutos em como ia lidar com essa situação ADULTA onde não é um abobado me agarrando na balada e sim um homem adulto querendo falar comigo de um jeito adulto e eu só pensei MEU DEUS DE REPENTE EU VIREI UMA ADULTA NÃO SEI FLERTAR ADULTAMENTE #COMOFAS? Acho que lidei mais ou menos bem porque disse que não queria drinks que queria uma cerveja mesmo e pedi pra moça pedir pra ele me trazer. NÉ? Foi uma boa forma de lidar, eu fiquei orgulhosa de minha performance. Foi provavelmente a única coisa decente que eu fiz nessa noite. Então vem Mr. Big, um cara gato que eu já sabia que nem merecia antes mesmo de ele sentar do meu lado. Perguntou se podia sentar ali na mesa e eu respondi algo do tipo:
Meu lado canastrão.
E aí sentou, encaixou na mesa direitinho, conversou com todo mundo e eu pensei JACKPOT. Tá aí um cara decente que eu posso conversar e que é um amorzinho. Mas aí eu contei lá em cima que eu estava na vigésima quinta cerveja e ele me pagou a vigésima primeira sexta né? Se tinha uma coisa que era certa nessa história toda é que a coisa ia descarrilhar. Descarrilhou e eu fui de só falar bobagens pra TROLAR o pobre do menino o tempo todo porque é isso que eu faço quando estou nervosa. Vim a descobrir que ele trabalha na Globo e chamei de golpista. Ele quis pagar minha conta eu chamei de machista. No caso, ao invés de ser a pessoa maravilhosa que sou fui só a pessoa horrível que sou. Porque eu tenho esses dois lados, o bom e o ruim, e quando o ruim tá afim de se manifestar, meu Deus, ele faz tudo que ele quer. Eu fiz tudo errado, migas. Tudo errado.
Eu não vou entrar em muitos detalhes porque meu pai lê esse blog e eu tenho uma reputação de boa filha a zelar. OI PAI, TUDO BEM? DESCULPA.
Só sei que acordei no outro dia e mandei uma mensagem com as palavras 'Oi! Desculpa por ontem' e um emoji envergonhado. Porque gente, a vergonha combinada com a ressaca moral e a ressaca real é uma coisa difícil de lidar. Na verdade se fosse em outra situação eu não me importaria e só ia ser uma história bem engraçada pra contar. Mas não era um cara qualquer, era um cara que eu gostei bastante.
Cês acham que ele respondeu? É claro que não.
Cês acham que eu to obcecada olhando meu celular de 2 em 2 minutos? É claro que sim não.
Eu contei toda essa história porque, apesar de tudo, eu tô me sentindo muito fabulosa porque um boy maravilhoso quis me pagar drinks em bares? Talvez.
Vamos todas fazer uma corrente do bem para que eu obtenha uma resposta em breve? Sim, por favor.
Claro que eu já tenho todas as respostas possíveis pra resposta dele (que, convenhamos, não virá), sendo a principal delas algo do tipo 'EU JURO QUE SOU MELHOR QUE ISSO. ME DÁ UMA SEGUNDA CHANCE PFVR', finalizado com esse gif:
 
Migas, às vezes eu leio as coisas que escrevo e fico pensando que quem não me conhece pessoalmente acha que eu tô falando sério e eu não tô tá?! A história é verdadeira mas eu exagero só pra incomodar <3
Então, senta que lá vem uma segunda história que eu também exagero só pra incomodar:
Tem esse menino que eu sou meio obcecada. Uma vida atrás, durante uma semana, eu tinha esses aplicativos ~românticos sqn~ tipo Happn e Tinder. Em uma semana decidi que não era pra mim. Não julgo e até tenho amigos que fazem (haha), mas não é pra mim. Mas nessa semana conheci esse cara por lá que fiquei afim. E aí eu vi ele na rua e mandei uma mensagem pra ele dizendo que achava que tinha visto ele, a gente trocou meia dúzia de palavras e nunca mais ele respondeu. Até aí tudo bem, mas acontece que eu vi ele em situações diferentes umas dez vezes depois disso. Eu não tava me sentindo muito bem na época, triste por causa de ex, auto-estima baixa, e não tinha coragem de falar alguma coisa. Eu tenho certeza que ele não me reconhece porque a minha foto de perfil era meio irreconhecível. Aí um dia eu fui numa festa e ele tava também. E eu criei coragem. Ele tava a uns 5 passos de distância de mim e eu pensei 'QUER SABER, VOU LÁ, É AGORA OU NUNCA.' e eu virei pro outro lado só pra dar uma pensadinha direito de dez segundos sobre o que vou falar, pra não chegar OI JÁ TE VI MIL VEZES SOU MEIO STALKER APARENTEMENTE SOU OBCECADA. E aí me viro de novo e a criatura DESAPARECEU. Sumiu na noite, nunca mais achei. Daí esse menino passou a ser uma lenda entre eu e meus amigos.
Eu finjo que eu estou procurando ele em todos os lugares que eu vou. Eu já fingi um ataque cardíaco uma vez que eu achei ter visto ele na rua. Eu vi um cachorro com o pelo parecido com o cabelo dele (not kidding) e mandei uma foto do cachorro pra minha amiga com a legenda 'PARECE MEU FUTURO MARIDO'. Meus amigos viraram todos paparazzis dele e eu inclusive já recebi algumas fotos dele em lugares aleatórios com legendas do tipo 'QUER Q EU SEQUESTRE E TE LEVE?' e 'TEU GORDINHO TÁ AQUI, VEM'. Às vezes eu só chego bem baixinho no ouvido de uma amiga e falo o nome dele. Vocês podem perceber que, apesar de eu fazer todo um esforço nesse blog pra parecer normal, no fundo eu sou um inferno.
É claro que eu podia adicionar no Facebook e sei lá, contar que sou afim, efetivamente TENTAR alguma aproximação. A gente tem uns 200 amigos em comum e acho que super daria pra tentar.
Mas quer saber? Eu cheguei a conclusão que é muito mais engraçado eu nunca ficar com ele do que eu efetivamente ficar. Aliás, ainda se fala 'ficar' quando a gente quer beijar alguém? Eu tô velha, eu não sei mais.

down the rabbit hole

Cês sabem o que é um rabbit hole cibernético? É quando de repente tu te depara com um novo mundo que tu não sabia que existia e fica horas viajando nele apesar de não ter o menor interesse no assunto. Rabbit holes cibernéticos que eu já entrei:
- vídeos de repintura de bonecas: fiquem vocês sabendo que existe uma indústria de repintura de bonecas, as pessoas enviam bonecas pras artistas repintar e elas ganham bastante dinheiro pra fazer isso.
- vídeos de ASMR: barulhinhos bizarros para relaxar e dormir, tipo sussurro, mexer em coisas aleatórias. Acho completamente creepy e jamais dormiria com isso, mas assisto mesmo assim só pra ficar imaginando pessoas creepy dormindo com isso.
- vídeos de 100 coats of things: o de esmalte é o mais famoso, mas juro que eu vi uma menina fazendo 100 camadas de auto-bronzeador e ONDE ISSO VAI PARAR?
- vídeos de como fazer cabelos coloridos em casa: eu amo cabelos de unicórnio e vou protegê-los, mas sei que nunca vou ter coragem de fazer. Mesmo assim, já assisti milhões de vídeos sobre o assunto.
- fóruns do GOMI: GOMI é tipo um Blogueira Shame gringo só que sem gordofobia e mais politicamente correto. Já passei horas lendo fofocas sobre minhas blogueiras gringas favoritas hihihi algumas coisas são meio exageradas, as pessoas adoram se meter na vida das gatas e inventar coisa, mas no geral acho que tem coisas interessantes e pra se pensar. Tipo eu que nunca tinha percebido o quanto ficar postando infinitas fotos do seu filho (várias blogueiras de ~lifestyle~ fazem isso) pode ser perigoso pra eles, sem contar que né, eles não autorizaram. Não sei se ia gostar de ver um monte de foto minha criança online para todo mundo ver. Os tempos são outros, no entanto, e ainda não formei uma opinião com toda certeza. Enfim, isso rende um post.

Lista de hobbies de gente rica:
- equitação
- velejar
- golfe

Coisas que um dia eu vou fazer:
- pintar os cabelos de colorido
- manter uma agenda fofinha tipo aquelas hobonichi
- um canal de culinária no youtube
- um post melhor que esse